Coltelli Acessórios para Pet - Pet Shop Produtos
Meu peludo é uma fera, mas queria que fosse bela

Ter um peludo em casa é tudo de bom! Eles trazem alegria, mudam nossa rotina, nos dão carinho e um amor infinito! A gente pode levar o cãozinho pra passear, fazer carinho na barriguinha do gatinho… Ops! Nem todo mundo consegue isso, porque o peludo é uma fera! Mas e agora, o que fazer?

Existem muitas razões para um animal mudar seu comportamento e virar uma verdadeira fera, mas há também aqueles nunca foram do tipo de levar um desaforo pra casa.

Os motivos que levam um animal a ficar bravo estão diretamente ligados a forma como conseguimos contornar essa situação. Então, vamos conhecer os possíveis motivos e como solucionar isso?

Como agir com filhotes
Assim como nós temos nosso temperamento os animais também têm. É possível que um filhote fique bravinho por alguns motivos:

Recém chegado das ruas – enfrentam todo tipo de sofrimento nas ruas, é muito difícil confiar nos humanos de novo.
Solução: amor atrai amor. Seja paciente, se aproxime aos poucos mantendo a cautela. Ofereça petiscos bem gostosos (mas jogue de longe, afinal, você não quer levar uma mordida né?), estimule com brincadeiras calmas, como jogar uma bolinha mas sem atiçar demais. Você não quer despertar a raiva dele, mas quer que ele confie em você. Aos poucos os petiscos podem ser jogados mais de perto. Aproxime aos poucos até que você perceba que pode odefecer bem de pertinho. É possível que nem sempre consiga chegar ao ponto de dar na boca, mas possivelmente chegará bem perto.

Ciume do bebê recém-chegado – é claro que um bebê na família muda toda a rotina. A casa fica cheia de visitas mas nenhuma atenção é dada à ele. Sendo um filhote também vai querer brincar, vai querer carinho, vai querer atenção. Muitas vezes a forma encontrada será destuindo algum móvel, objeto ou reagindo de forma agressiva.
Solução: insira o bichinho na nova rotina e mesmo eu sabendo que a mãe vai ter pouquíssimo tempo de bricar com o peludo é importante que mais alguém na casa assuma essa responsabilidade. A água deve ser trocada diariamente, jamais esqueça de colocar a ração e o leve para passear sempre que possível. E claro, faça carinho e brinque um pouquinho, nem que seja 10 minutos por dia. O importante é que ele continue se sentindo amado.

Não sabe os motivos do peludo ser uma fera – nem sempre é possível ter o histórico do animal, isso dificulta a identifiicação dos motivos, que por sua vez dificulta a aproximação.
Soluçao: com filhotes é mais fácil lidar do que com os adultos, mas ainda assim alguns cuidados precisam ser tomados. Como dissemos acima, petisco é sempre uma boa opção. Mas atenção: somente dê os petiscos quando ele for sociável. Se você oferecer quando ele estiver raivoso, vai estimular os sentimentos errados.

Como lidar com animais adultos
Animais adultos trazem um histórico muito mais intenso, além de vícios que não conhecemos. E quase sempre existe um histórico maus-tratos por traz de toda aspereza. Mas paciência, amor e carinho são as palavras chaves!

Quero dividir com vocês uma coisa que aprendi com o Alexandre Rossi, o Dr Pet: como fazer um teste pra medir a bravura do animal.

Você deve usar uma mão mentirinha pra medir o quão bravo é o animal. Para isso, você pode usar uma luva de borracha, dessas descartáveis que o dentista usa (não use a famosa amarela pois queremos que se aproxime o máximo possível do toque da mão humana). Encha de amido de milho ou farinha de trigo e faça um braço postiço que pode ser de espuma ou outro material similar. Prenda a luva nesse braço e só então com bastante conversa, vá passando aos poucos no animal. Assim você vai saber com segurança os locais que pode colocar a mão e quanto tempo pode fazê-lo. Da mesma forma, se o animal não aceitar a mão de mentirinha, você não poderá colocar a sua.

Algumas dicas se mantêm, como se aproximar aos poucos, jogar o petisco de longe e depois ir se aproximando lentamente. Vale lembrar que cada animal tem seu tempo. Seja paciente e respeite seus limites.

Além de todas essas dicas, é importante ressaltar que muitas vezes o animal pode estar sentindo alguma dor e nem sempre vai ficar tristinho no cantinho. Ele pode apresentar agressividade como forma de dizer: “Olha pra mim, estou passando mal!”

E pra finalizar você precisa saber que nem sempre essas dicas que demos irá resolver. Caso isso não aconteça peça ajuda de um especialista. Um adestrador certamente saberá te orientar de forma mais objetiva, pois ele irá estudar aquele animal e vai te indicar treinamentos personalizados, alcansando assim, um resultado melhor.

E aí, você tem um animal bravinho em casa? Como contornou essa situação?

Semana que vem a gente volta com mais dicas e cuidados pra vocês, até lá!
Amigos não se compra

Veja Mais
  Raça: Cane Corso


  Dica: Dicas para cuidar do seu pet no verão.


  Sobre a Coltelli.


  Produto: Desembaraçador de Pelo


  Gatos realmente precisam tomar banho?


  Feliz ano novo!


  Sobre a Coltelli


  Feliz natal!


  Proteja seu pet dos fogos de fim de ano.


  Produto: Conjunto Peitoral Nylon Pata Osso


  Raça: Bobtail Japonês


  Dicas de primeiros socorros para o seu pet


  Produto: Casinha de cachorro preto


  Coisas que talvez você não saiba sobre seu gato


  Sobre a Coltelli!


  Produto: Comedouro de Inox


  Raça : Yorkshire


  Arranhador Cat Toys


  Meu cachorro ou gato enjoa da ração?


  Raça: Ragdoll


  Cama Quadrada Menina


  Sobre a Coltelli


  Dia dos Animais!


  Bola Adestramento


  Conheça 3 raças de cães para apartamento:


  Rasqueadeira


  Institucional


  Sobre a Coltelli


  4 erros que você não deve cometer com o seu novo filhote de cachorro:


  Cama Margarida


Proximo >
Coltelli Acessórios para Pet - Pet Shop Produtos
Coltelli Acessórios para Pet - Pet Shop Produtos